rss
email
twitter
facebook

sábado, 6 de junho de 2009

Sou Maçom, e daí?


A maçonaria é um assunto inquietante, quer a pessoa seja religiosa, quer não. A sua influência em todo o aspecto da vida é observável nos âmbitos político, social e até religioso. E é sobre a influência no âmbito religioso que quero manifestar a minha opinião.

Porque a maçonaria infiltrou-se na igreja?
A fim de alcançar seu objetivo com mais facilidades, usa de palavras grandiosas, esconde sua verdadeira fisionomia e mostra ao publico tão somente um rosto mascarado. Uma razão é que ela assevera em toda parte (muito infundadamente) não ser uma religião. Afirma ser compatível com todas as religiões e não haver nada que contrarie a crença cristã. Mas ainda sim afirma ser uma filosofia, sendo fácil provar a falsidade disso.
Escrevendo em the Encyclopedia of Philosophy, William Alston, Professor de filosofia da Universidade de Michigan, cita os seguintes característicos da religião (A maçonaria apresenta os nove):
- Crenças em seres sobrenaturais (Deus ou deuses);
- Distinção entre objetos sacros e profanos;
- Atos rituais centrados nesses objetos sagrados;
- Um código moral com sanção sobrenatural;
- Sentimentos religiosos inspirados por objetos ou rituais sagrados e ligados em pensamento com Deus ou deuses;
- Oração;
- Uma dada cosmovisão que delimita o lugar do individuo dentro do mundo;
- A maior ou menor organização de toda a vida de alguém baseada nessa cosmovisão.
- Um grupo social ligado pelos traços acima.

Isso mostra a desonestidade no que diz respeito aos seus ensinos. Ela nega não oferecer nenhum plano de salvação, mas o faz, oferece salvação com base nas boas obras e no mérito pessoal, plano esse que a Biblia condena como “ evangelho falso”. Ela alega que a Biblia é sua grande luz e regra e guia da fé e prática maçônicas. Mas, na realidade, trata a Biblia meramente como símbolo, uma peça de mobília da loja. Distorce assim, a Biblia em seus rituais e altera seus ensinos. Alias, reconhece os escritos sagrados de muitas outras religiões como igualmente validos para os maçons.
O Deus da loja maçônica não tem absolutamente nada de semelhante em qualquer aspecto, com o Deus do cristianismo. O deus da maçonaria é uma deidade pagã, estranha, que obriga os membros da loja a tomar parte na idolatria - o culto a um deus falso.
A maçonaria alega reverenciar a Jesus Cristo. Mas em rigor, nega-o, blasfema contra Ele e desvia dEle o homem. Apaga o nome de Cristo de suas orações e citações escriturísticas; oferece os títulos e as funções de Cristo aos descrentes; obriga os cristãos a desobedecer a Cristo proibindo qualquer discussão sobre ele durante as atividades da Loja; nega a deidade de Jesus Cristo e ensina que era apenas um homem; e, finalmente, nega o papel salvífico de Cristo. Alguns maçons chegam a ensinar que a mensagem cristã da redenção divina é uma corrupção das antigas histórias pagãs. Que podem tornar o homem bom negando o ensinamento Bíblico da pecaminosidade do homem e da necessidade da regeneração. Ensina ainda que todo homem viverá para sempre no Oriente Eterno. Assim, uma vez que Deus é o Pai espiritual de todos os homens. Entretanto isso é infundado. Somente os que crêem em Cristo recebem o direito de se tornar Verdadeiros filhos espirituais de Deus.
Mas mesmo sabendo de tudo isso ainda nos incomoda a seguinte pergunta: Até quando permitiremos que membros e lideres da nossa Igreja (IPB) sejam maçons? É inegável que os maçons de hoje assumem cargos de liderança dentro da igreja. Há maçons entre pastores, professores de escola dominical, presbíteros e membros de conselhos. Os maçons exercem poder e muita influência em muitas congregações.
Mas nos incomoda muito mais, o medo de alguns cristãos tem tido de reagir. A maioria não diz mais que uma palavra em resposta a essa situação. Pastores de toda parte parecem temer enfrentar essa questão, receosos de ferir os sentimentos das pessoas, perder o apoio financeiro e dividir sua igreja.
Jesus falou daqueles que estavam receosos de magoar as pessoas por causa de princípios, dizendo que elas, “amaram mais a glória dos homens, do que a glória de Deus” (Jo 12.43). Cristo enfrentou religiosos de sua geração. Jesus não recomendou, aceitou nem nomeou essas pessoas como lideres de igrejas. Aliás, condenou-as, considerando-as hipócritas e enganadoras: “Hipócritas! Bem profetizou Isaias a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os lábios, mas seu coração está longe de mim. E em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos de homens” (Mt 15.7-9).
Permitir que os maçons ensinem e governem na igreja é como pôr fermento no pão. Jesus disse que um pouco de fermento leveda toda a massa (Mt 16.6, 11, 12).
Pode a igreja permanecer por muito tempo fiel às Escrituras, permitindo que o homem transija a verdade de Deus? Pode uma igreja ser abençoada por Deus, cheia do Espírito Santo e por ele dirigida, e ficar forte e vitalizada transigindo suas próprias doutrinas? Pode preservar o evangelho permitindo que aqueles que ensinam o “outro evangelho” da salvação pelas obras assumam cargos de liderança na igreja?
Encerramos assim afirmando que a verdade deve ser preservada de qualquer modo e, que eles abandonem as suas lojas ou deixem suas igrejas. Quando mais cedo saírem da igreja melhor. Melhor um com Deus do que mil sem Ele. Lembrando que “Todo aquele que nega o filho, esse não tem o Pai; aquele que confessa o filho tem igualmente o Pai” (1 Jo 2.23). Os maçons também precisam escolher: pertencem ao Senhor ou a Baal? Os que pertencem ao Senhor se arrependerão: “Entretanto, o firme fundamento de Deus permanece, tendo este selo: O Senhor conhece os que lhe pertencem. E mais: “Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor” (2 Tm 2.19).

Assim, manifestamos nosso total apoio a decisão do Supremo Concilio ( Resoluções CE maio de 2007 )sobre a questão maçônica.

*************************************

1. Ankerberg JOHN , Weldon JHON.., Os ensinos secretos da maçonaria.

2.Paul Edwards, ed., s.v. "Religion"

33 comentários:

Leonardo Gonçalves disse...

Quero parabenizá-los pelo excelente artigo e também pelo blog como um todo. É a primeira vez que passo por aqui, porém com o compromisso de voltar mais vezes.

Um abraço,

Leonardo.

Rodrigo disse...

E como tem pessoas "de alto escalão", dentro da "igreja" que são adeptos à maçonaria!

Recentemte soube, em ordem, que um maçom estava à frente (ministrando) de crianças numa "igreja" de renome da minha localidade.

Já em outra, de onde vim (próximo de onde moro hoje), soube que o 2o. VICE MODERADOR (conselheiro e "confidente" do Pr. daquela congregação) é maçom grau 33!

Então, oremos para que, antes de tudo, não nos infectemos (vigiando), e por eles também,para que se desfaçam do velho fermento!

Deus nos ajude a combater o bom combate e PERMANECERMOS FIÉIS ATÉ A MORTE!

Amém!

Marcelo Batista Dias disse...

Meu querido irmão e conservo presbiteriano.

A igreja se ligou à maçonaria ainda no tempo da velha republica. Nossa igreja naquele tempo proscrita alcançou "favor" da maçonaria que lhe deu apoio politico e financeiro.

Graças ao nosso Deus, finalmente nosso Supremo Concilio tomou tão preciosa decisão que diga-se de passagem, tivesse sido a 1 séc. não teriamos vivido o drama do racha q gerou a IPI...

Ainda bem q ainda há tempo de concertar nossos erros...

Um grande abraço.

Passe lá no meu blog de vez em quando, pois eu vou estar sempre por aqui.
Abrçs.
Marcelo Batista
www.eclesiareformanda.blogspot.com

Rev.Ronaldo P. Mendes disse...

Amado irmão, esse é um problema que muitos pensam fazer parte ainda do presbiterianismo. Alguns neopentencostias usam isso para argumentar e não dar valor ao calvinismo. Parabéns pela postagem!

Em Cristo, Rev. Ronaldo P. Mendes, pastor da 1ª Igreja Presbiterina Conservadora de Barra do Garças-MT

Ronald disse...

Sou presbiteriano e não abro mão da minha convicção, amo minha denominação e, tenho certeza o Supremo Concílio tem sim que adotar medidas para que a Igreja seja única e verdadeira. Um grande abraço a todos os irmãos presbiteriano no Brasil.

Top Tec Asistência Técnica Eletrônica & Informatica disse...

Sou Cristão e congrego na igreja presbiteriana de pinheiros IPP, gostei muito desse "Artigo" sobre a maçonaria dentro da igreja....fico triste pois as pessoas (cristãs) de um modo geral elas estão em trevas em relação a esse assunto e quando vem a luz de encontro a estas trevas elas se afastam para que suas obras mas não apareçam.estã com a conciência calterizada pela mentira!!um abraço para todos que deus tenha misericordia de nós.

Top Tec Asistência Técnica Eletrônica & Informatica disse...

Sou Cristão e congrego na igreja presbiteriana de pinheiros IPP, gostei muito desse "Artigo" sobre a maçonaria dentro da igreja....fico triste pois as pessoas (cristãs) de um modo geral elas estão em trevas em relação a esse assunto e quando vem a luz de encontro a estas trevas elas se afastam para que suas obras mas não apareçam.estã com a conciência calterizada pela mentira!!um abraço para todos que deus tenha misericordia de nós.

Top Tec Asistência Técnica Eletrônica & Informatica disse...

Esse negócio de sou maçon e daí.....e daí que sevocê morrer maçom o fogo do inferno te espera.

lello disse...

TANTO FAZ SER PRESBITERIANO OU MAÇON, AMBOS ESTÃO PERDIDOS...

Negão disse...

Gostaria de argumentar alguns problemas no seu texto:

-A marçonaria só tem uma das características que você cita sendo decisivas para ser considerada religião, que é a crença em um deus. Não há objetos profanos e sacros, todos são só objetos. Se não há objeto sacro, não há ritual. Não existe código moral baseado em sanção sobrenatural, todo código moral somente é estabelecido pelo homem (se tem dúvidas quanto a isso, estude um pouco de filosofia).

- Um segundo ponto que eu queria abordar não faz parte de seu texto, mas sim é um ponto de vista comum aos comentários. Marçons e infiéis vão para o inferno. Pelo amor de Deus, "Deus nos ajude a combater o bom combate e PERMANECERMOS FIÉIS ATÉ A MORTE!". Vocês querem tentar um nova cruzada.
Além do conteúdo preconceituoso dessas afirmações, já de convenção a maioria dos teólogos que o inferno não pode existir a nenhuma religião cristã. Ou Deus é fonte de toda a bondade e misericórdia ou ele joga todos que ele não gosta no inferno.

Se meus comentários foram violentos, não foi por mal, mas sim para tentarmos ter uma teologia também no âmbito popular. Religião tem quer discutida, não podemos levar o mundo achando que estamos corretos.

Sérgio disse...

"Somente os que crêem em Cristo recebem o direito de se tornar Verdadeiros filhos espirituais de Deus".
Olha a besteira q vc escreveu. Então, quem nasceu antes de Cristo, os Budistas, os Muçulmanos, os Indios e tantos outros não têm esse direito? Não acredito que seja o pensamentos dos prebiterianos. Tenha pasciência!!!!!

Carlos Vinícius disse...

Meu Jesus amado quanta ignorancia e quanto preconceito

Morôni Azevedo de Vasconcellos" disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Morôni Azevedo de Vasconcellos" disse...

Nossa que artigo falso e ingrato... um presbiteriano falando mal da Maçonaria? oras você só é presbiteriano no Brasil graças a ela faça-me o favor...

A propósito sou Anglicano e lamento o sectarismo descabido que o irmão presbiteriano está tendo...

Aléx Sandro disse...

Bom eu acho que todos que se dizem crisãos tem que em primeiro lugar avaliar a sua propria vida em relação a sua comunhão com Jesus Cristo antes de qualquer analise disso ou daquilo porque quando se der o arrebatamento ou comparecermos diante do tribunal de cristo aí que vamos ver quem é quem devemos estar meditando na palavra de Deus noite e dia para não sermos enganados por qualquer influência oculta veja o que diz 1jo 4:1 na verdade nenhuma denominação tem a verdade absoluta quanto as suas doutrinas denominacionais mas sim só as escrituras. por isso deixemos de discussões bobas pois tem almas indo para o inferno a todo instante vamos pregar o evangelho de uma forma genuina sem dogmas de pensamentos humanos VAMOS FAZER DE VERDADE QUE OS DISCIPULOS FAZIA PREGAR A PALAVRA DEPENDENDO DE UM SÓ PODER O PODER DO ESPIRITO SANTO DE DEUS.Ass um simples discipulo de cristo mas nada do que isto Aléx Sandro mas que está atento o que diz as escrituras.

nobre nobre leal disse...

PENSAMENTO TEOLÓGICO:

"Qualquer ensinamento que não se enquadre
nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo
que faça chover milagres todos os dias."
DO REFORMADOR PROTESTANTE(Martinho Lutero)

COM ESTA MENSAGEM DE FÉ E CREDO APOSTÓLICO.NÃO PRECISA DISCUSSÕES SOBRE RELIGIÃO,FILOSFIA,E NENHUMA SEITA DE TRAB.OCULTOS!(ou filosofias humanas...)
CREDOS, NEM PROFETADA, VINDA DE ONDE VIER...
NÃO TENHO ND CONTRA A MAÇONARIA,ROSA CRUCIUS,ILUMINATTIS,ESPIRITISMOS, E OUTROS.POIS NÃO-AS CONHEÇO NOS SEUS DOGMAS, AÇÕES, E DISCIPLINAS,NEM COMO CRISTÃS...SÃO SOCIEDADES SECRETAS, E FINANCEIRAS.SÓ DEVEM INTERESSAREM AOS TAIS ADEPTOS.
É O MEU SINGELO PONTO DE VISTA, SOU LEIGO NO ASSUNTO...QUE O SENHOR AGRACIE AOS PESQISADORES COM A UNÇÃO DO ALTÍSSIMO!

Felipe disse...

ainda bem...acho que a doutrina presbiteriana é a melhor, mais tinha esse grande problema...

Júnior disse...

Sou Presbiteriano, da IPB no interior de MG. O que acho da maçonaria? Bem a maçonaria é uma instituição que congrega homens como qualquer outra instituição, ou seja, homens imperfeitos. A maçonaria e as igrejas historicas tem uma relação muito intima,principalmente no que diz respeito a evangelização da america em especiala evangelização do EUA e a do Brasil. Diga-se de passagem que a constituição da sublime ordem, foi escrita por um Reverendo Presbiteriano. Rev. Anderson. A primeira Igreja batista foi erguido por um pastor batista americano que era maçon e o primeiro pastor brasileiro batista era maçon. Hoje percebemos o quanto nossos lideres estão mais interesados em orgaizar um show do que pregar a palavra (graças a Deus, me o pastor da igreja que sou membro não tem esse habito), e se apeguam as vozes das massas ao invens que contemplar a sabedoria e instrução da palavra. Sou presbiteriano, servo do Deus altissimo, soberano. Creio na biblia como unica regra de fé e partica, sou calvinista, reformado. Creio em Jesus e no seu sacrficio remidor. Sou salvo, conforme afirma as escrituras. E amo a sublime ordem a qual chamamos de maçonaria, respeito os irmãos e concordo com sua filosofia.
Abraços fraternos.

Lívia disse...

Àqueles que ainda têm dúvida sobre a malignidade da maçonaria, leiam o resumo do livro de Lawrence G.S:
"Fato 72 - A Dissipação da Escuridão - A Verdadeira Origem da Maçonaria", no site Simceros.org (c/ M).

WILLIAMS disse...

QUERIDOS IRMÃOS.NÃO SOU PRESBITERIANO E NEM GOSTO DESSE NEGÓCIO DE FICAR REVERENCIANDO DENOMINAÇÕES. igreja verdadeira é a igreja de cristo e essa não tem nome.
a única coisa que me vem agora a memória são as palavras deCRISTO:NÃO PODE FLUIR DE UMA MESMA FONTE DOIS TIPOS DE ÁGUA.

Anônimo disse...

Vocês são capitalistas maçons fantasiados de ministros e querendo que a comunidade protestante aceite essa abominação!
Jamais!!!!

Anônimo disse...

Meus Irmãos, não devemos esquecer que "com a mesma medida que julgares, sereis julgados"-acho que não preciso nem citar a fonte. julgar cabe a Deus, e no dia do JUÍZO tenham certeza que haverá muitas surpresas,muitos que se dizem salvos ficarão e outros "CONDENADOS" podem ser chamados para habitarem na Cidade Santa, por isto antes de condenar qualquer Maçon, examine a Sí mesmo, Voce vai para o Céu? Tém certeza que serás aprovado? Judas caminhava ao lado de Jesus e no fim tirou a própia vida, e voce fazendo o papel de Jesus? julgando quem quer que seja, antes cumpra o mandamento: AMA AO TEU PRÓXIMO COMO A TÍ MESMO. Estudem a história do protestantismo no Brasil e vejam como pastores usavam instalações maçônicas para realizar cultos e escolas dominicais. Sou presbiteriano, procuro viver o evangelho de Jesus todos os dias, pratico a caridade e o amor ao próximo, procuro não julgar ninguém, pregos o evangelho a qualquer hora e em qualquer lugar e peço ao Espírito Santo de Deus que transforme as vidas dos que hovem e peço tambem que transforme a todos voces em VERDADEIROS SERVOS DE DEUS, pois servo não julga, apenas ouve a voz do seu Senhor e obedece.

Gabriel disse...

Quero parabenizá-lo pelo esforço demonstrado na coleta de informação e na tentativa de interpretação e fundamentação apologética. Sou maçon e rev. presbiteriano, sinceramente continuo a pensar que há um grande mal-entendido em relação a este assunto. Esse mal-entendido tem a sua origem no preconceito de termos medo daquilo que os outros possam pensar de nós, por termos maçons nas nossas Igrejas. É apenas um medo do desconhecido.
A maçonaria não é uma religião e expressa-se de várias formas porque teve a sua origem nas corporações de ofício dos pedreiros livres que desde a antiguidade vagueavam pela Europa construindo mosteiros e catedrais... na prática funciona como um sindicato ou uma confraria... pois é essa a sua essência fundamental, o respeito pela Liberdade, Igualdade, Fraternidade, Democracia e Tolerância. Não podemos esquecer o que a maçonaria fez pelos Católicos, Anglicanos, Presbiterianos, Evangélicos, e outras confissões religiosas cristãs... muitos deles estiveram nos pioneiros da evangelização e nas grandes revoluções sociais a lutar pala democracia e pela liberdade de culto, tanto na Europa como na América, em Africa...
Embora alguns ritos maçónicos reconheçam a existência de Deus e sugerem, por motivos históricos, a crença num Grande Arquiteto do Universo, mas há ritos que não reconhecem a necessidade de uma crença religiosa ou a existência do GADU... é proibida referências e debates religiosos dentro de uma Loja maçónica, pois a religião não nos interessa de todo, apenas o aperfeiçoamento do homem e da humanidade... ninguém adora Deus, deuses, demónios, bodes, etc... em uma Loja Maçónica... nem se faz orações seja a quem for... apenas se invoca o Princípio Universal por respeito e humildade, mais nada... por isto esta controvérsia não tem sentido, sendo grande parte da vezes o resultado de mal-entendidos e de desconhecimento do que de Boa-Vontade, Boa-Fé e Tolerância face às convicções de outros seres humanos... porventura será "elegante" e "honesto" discutir política partidária, futebol, novelas em nossas igrejas!?!?!? então também não é "elegante" e "honesto" discutir Maçonaria!!!

Um Grande Abraço e mais uma vez parabés pelo esforço demonstrado,
Rev. Gabriel Carvalho
Igreja Evangélica Presbiteriana de Portugal (IEPP)

Anônimo disse...

conde- Se a Maçonaria ajudou a fundar a igraja presbiteriana no Brasil ela está com um problema. Está com uma dívida. A Igrekja do Senhor só depende dele. Amaioria dos maçons não estudam a filosofia, apenas usufruem do status de ser maçom que pode privilegialos em detrimento aos denominados profanos nas questões comerciais legais e carreiras profissionais. Tudo diabólico...

Anônimo disse...

Ronaldo Oliveira diz:

È uma pena que ainda membros da Igreja Presbiteriana até mesmo com Status ainda não se encontrou com Jesus...uma pena.Defender algo que é oculto e oculta a mente e olhos de homens que se dizem ser de JESUS..Que essas pessoas possam encontrar a liberdade em JESUS..SÓ em JESUS.

ismael santos disse...

Como meus irmãos vocês vão combater seus lideres maçonicos? Se a própria IPB é uma sucursal da maçonaria. Eu digo a todos aqueles meus irmãos que creem no Pai celestial. A mais de dois mil anos o anjo diz: Sai dela povo meu para não ser praticante das suas obras.Vocês não esperem um cometa cair na cabeça pra despertarem do sono espiritual que essa prostituta igreja semeou em vcs.

Anônimo disse...

Eu nunca ouvi em nenhuma denominação presbiteriana, batista, adventista, assembléia de zeus etc. Alguém falar da maçonaria, seitas secretas ou iluminatis, sabe porque? As instituições religiosas são fundadas por esses agentes de satanas. E você pertencer a esses grupos só vai contribuir para sua pedição eterna.

Anônimo disse...

Eu nunca ouvi em nenhuma denominação presbiteriana, batista, adventista, assembléia de zeus etc. Alguém falar da maçonaria, seitas secretas ou iluminatis, sabe porque? As instituições religiosas são fundadas por esses agentes de satanas. E você pertencer a esses grupos só vai contribuir para sua pedição eterna.

Anônimo disse...

Eu nunca ouvi em nenhuma denominação presbiteriana, batista, adventista, assembléia de zeus etc. Alguém falar da maçonaria, seitas secretas ou iluminatis, sabe porque? As instituições religiosas são fundadas por esses agentes de satanas. E você pertencer a esses grupos só vai contribuir para sua pedição eterna.

Anônimo disse...

Parabéns pelo artigo, porém há vários erros históricos, não tenho nenhuma simpatia pela maçonaria mais acho falta de ética critica o que não se conhece. se você é acadêmico presbiteriano ( os melhores por mim)saberia conferir a idoneidade das fontes, posso dizer quase todas as fontes sobre maçonaria são infundadas.

Fabiana disse...

Olá! Eu procurava alguns artigos na internet e respostas sobre essa questão, quando entrei aqui.
Quero dizer que sou presbiteriana, tenho 43 anos, desde criança já conhecia e frequentava minha igreja, portanto, a considero uma igreja séria. Casada há 19 anos, meu marido não é evangélico e é maçom. Nunca fui impedida por ele de frequentar a igreja professando minha fé e ensinando nossos filhos nos caminhos do Senhor. Simpatizante da doutrina, e por considerar a presbiteriana uma igreja séria, meu marido por vezes me acompanhava em cultos, ocasiões especiais ou por convite dos filhos.
Em nosso último encontro no acampamento de carnaval,ele fez questão de nos acompanhar. Em uma das pregações das noites que se seguiram, meu marido por já conhecer a maioria por ali a tanto tempo, se sentiu a vontade em comentar a pregação, como foi dada a liberdade a todos os ouvintes naquel noite. Para minha surpresa Tbm, meu pastor não soube lidar com a participação dele. O cortou, deu respostas ríspidas e meu marido então se calou. No final, ainda fez discurso falando mal da maçonaria, totalmente fora de contexto e colocando-a como religião, e todos vcs sabem que maçonaria não é religião. Como resultado, meu marido se calou, se queixou a mim envergonhado e fui obrigada a dar-lhe razão, já que foi nítido que o pastor ali em questão deixou seu ego falar mais alto.
Perguntas aos irmãos que apoiaram e apoiam a decisão do supremo concílio sobre a questão maçonaria:
Quem de vcs pode atirar a 1a pedra?
Quem de vcs tem santidade suficiente para se achar mais próximo da verdade do que alguém que está de fora desta igreja?
Acaso agora, os líderes da igreja presbiteriana do Brasil, se colocam no lugar do Espírito Santo?
Cabe a vcs dizer se um maçom pode ou não estar na "igreja" de vcs?
Não meus irmãos. Não cabe a nós.
A nos cabe apenas levar as boas novas e ACOLHER com amor...esse é o verdadeiro retrato do cristão.
Para mim, e tenho ouvido inclusive dentro de minha igreja, a questão de exclusão dos maçons dentro da igreja é uma manobra política, e que vcs sabem que pode cair em uma simples troca de administração.
Ao meu pastor, e aos demais que estão julgando pela vista e não pelo coração, lembro-lhes que o coração só quem sonda é Deus!!!
Que possamos tomar cuidado em não sermos responsáveis por deixar cair um pequenino...e termos que nos responsabilizar por ter impedido qualquer um desses de ouvir a palavra do Senhor e assim, dar a chance do Espírito Santo fazer a obra que lhe cabe.
Obrigada.
Deus os abençoe.

Igor disse...

Maçom e presbiteriano graças a Deus

GESTOR Saulo Guimarães disse...

O Seu conhecimento sobre a Maçonaria é de quem já participou ou você fala do que ouve os outros dizer. Uma pessoa que lê e conhece os documentos da Igreja Presbiteriana e nunca foi membro dela, saberia traçar um bom ponto de vista sobre presbiterianismo? Reflita!