rss
email
twitter
facebook

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Línguas e profecias hoje? - algumas proposições


É possível concluir lendo os textos bíblicos que cessou o dom de línguas conforme o ensino do Novo Testamento. Pensemos nos seguintes motivos:

1. Em todas as ocorrências são idiomas ou dialétos inteligíveis que eram falados por algum grupo étnico.

2. O seu caráter sempre era homilético-revelacional ao lado do dom de profecia.

3. A natureza SOBRENATURAL do dom aponta para o fato de que os que usufruiam dele não haviam APRENDIDO, nem sido CONDICIONADOS, nem mesmo SUGESTIONADOS por comportamento ou, qualquer outro motivo artificial.

4. Como qualquer outro dom, todos têm a finalidade de edificar o CORPO e não somente o indivíduo. Na Escritura a edificação ordinariamente ocorre pelo ENTENDIMENTO inteligível da Palavra de Deus, e não pelo estímulo sensorial.

5. Dentro da Igreja de Corinto [a mais problemática do NT] haviam crentes que realmente tinham recebido o dom de línguas, e outros que imitavam por motivo de orgulho. Paulo nos capítulos 12-14 orienta os verdadeiros, ironiza o falso, e organiza a bagunça que se encontrava naquela comunidade.


CONCLUINDO:
1. Há uma diferença copérnica entre o verdadeiro dom de línguas como ocorria no NT e estas estranhas [e quase bizarras] manifestações ininteligíveis e emocionalistas que ocorrem contemporaneamente.

2. O que temos hoje, e isto pode ser verificado por qualquer lingüista, é que não existe mais o "dom de línguas" como no NT. Qualquer um pode chegar a esta conclusão mesmo sem um conhecimento técnico ou teórico de linguística. A moderna prática de "línguas" nas igrejas é a emissão de sons inarticulados, ininteligíveis, grunidos, rosnados, cacarecos, zunidos e toda sorte de sonorização que são qualquer coisa, menos que uma comunicação proposicional que é composta por pronomes, substantivos, verbos, adjetivos, sujeito e predicado e, etc.. É possível categorizar estes sons ininteligíveis de qualquer coisa menos do que uma língua.

3. Estes estranhos sons nada comunicam à alma, porque nada passa pela mente. As palavras nada mais são do que idéias vestidas de símbolos sonoros. A mente perfeita e infinitamente sábia do Espírito não produziria tão desordenada ação visando a edificação pela confusão de sons desarticulados. A Palavra de Deus comunica através de palavras humanas, produzindo no homem uma disposição divina, e isto em momento algum dispensa o uso do entendimento.

4. Em toda a história da redenção sabemos que a revelação, comunicada e inspirada pelo Espírito Santo, é normativamente chamada de PALAVRA DE DEUS. O dom de línguas no NT era um meio revelacional, de modo que, a sua manifestação se dava pela comunicação de palavras reveladas (falavam das grandesas de Deus) aos ouvintes que entendiam em sua própria língua materna. As línguas do NT não eram sons inarticulados, de modo que somente os sentimentos, ou uma forma generalizada de sensações santas eram comunicadas à percepção do indivíduo, deixando-o decifrar qual era a "intenção" do Espírito. De fato, neste dom "a Palavra de Deus" era revelada num idioma não aprendido, mas sobrenaturalmente dotado.

Por
Rev. Ewerton Barcelos Tokashiki
Fonte:
http://doutrinacalvinista.blogspot.com/2009/09/linguas-e-profecias-hoje-algumas.html

4 comentários:

Célio Lima disse...

Caro irmão Djalma,

Muito boa a sequência de textos sobre línguas postadas recentemente neste blog.

Deve-se ressaltar que mesmo dentro das igrejas pentecostais há inúmeras pessoas que, segundo a equivocada concepção delas (dessas igrejas) não são batizadas no Espírito Santo, e essas pessoas são, de certa forma, discriminadas, e se encontram confusas quanto a essa dimensão da fé cristã.

Por exemplo, acabei de postar em meu blog um estudo bíblico sobre o tema, que coincide com a sequência de textos postados aqui, porque uma amiga minha de muitos anos, sendo que estamos separados por muitos quilômetros, mas unidos pela internet, pediu-me para fazer um estudo bíblico para ela sobre esse tema. Ela congrega em uma das igrejas da IURD, salvo melhor juízo.

Logo, o blog Presbiterianos Calvinistas tem prestado um relevante serviço ao reino de Deus e à verdade do evangelho, dando oportunidade para que pessoas que não têm acesso a livros e outros instrumentos em suas próprias igrejas possam entrar em contato com a verdade da Palavra, coisa que elas não têm em suas próprias igrejas.

Imagine o número enorme de pessoas que como essa minha amiga estão confusas e sem uma orientação segura, enquanto muitos dos nossos grandes exegetas se preocupam mais em vender livros do que em pastorear as ovelhas de Cristo, e assim não publicam suas obras gratuitamente na internet.

Parabéns pela nobre iniciativa.

Que Deus abençõe grandemente esse site, e guie milhares de pessoas às suas páginas.

Fraternalmente,

No Senhor Jesus Cristo,

Célio Lima.

Djalma de Jesus disse...

Amado irmão, suas palavras são muito oportunas e gentis, só tenho a agradecer a Deus e a todos que de alguma forma contribuiram para que eu fosse liberto das "correntes" que me prenderam durante anos no erro pentecostal, que por sinal, se deu em maior parte pela instrumentalidade do antigo site Textos da Reforma, contudo não julgo os que ainda não conseguem ver com clareza tais coisas, até porque eu mesmo fui um, e sei que dentre eles muitos são crentes sinceros, contudo ainda equivocados em algumas práticas e crenças.

Deus o agracie!

Deus o agracie!

Anônimo disse...

E a todo aquele que disser uma palavra contra o Filho do homem, ser-lhe-á perdoada, mas, ao que blasfemar contra o Espírito Santo, não lhe será perdoado. LC 12.10 - Sou da IPB do meu estado e não concordo com essa materia, cuidado ao se referir as manifestações do Espirito e compara-las a manifestações do mal, os fariseus fizeram isso por causa de sua teologia equivoca e os calvinistas fazem isso hoje! Temos na IPB hoje prata e ouro bastante mas não temos mais milagres, temos letra (Teologia sobre teologia e doutores sobre doutores) e não temos mais a vida do Espirito Santo, temos os rituais mecânicos mas não temos mais a verdadeira adoração, somos a IPB Laodiceia do século XXI temos tudo até nome de igreja mas Jesus está do lado de fora querendo entrar e trazer de volta a o banquete do Espirito que a doutres expulsaram de nosso meio, não precisamos de teólogos, precisamos de profetas, não precisamos de demonstrações de oratória e homiletica, precisamos de demonstrações de poder como disse o apóstolo Paulo que é nisso que se constitui o verdadeiro evangelho (1 Cor 2.4), deixemos de lutar contra as demais igrejas evangelicas e nos foquemos em buscar os perdidos como fez Cristo, Paulo e a igreja primitiva! Nosso modelo deve ser Cristo e não aquele assassino que foi João Calvino! Sou presbiteriano mas sigo a bíblia e não doutrinas humanas, se tiver coragem calvinista posta meu comentario se não tiver reflete pelo menos nele e antes de tentar usar artifícios dialéticos para mascarar uma resposta filosófica, lembre-se "O MODELO DA VERDADEIRA IGREJA É CRISTO E NÃO CALVINO, SOU CRISTÃO E NÃO CALVINISTA COMO VC, SIGO JESUS E NÃO CALVINO E NEM ARMINIO!"

Anônimo disse...

Esse anônimo está com os olhos e ouvidos tapados para a Palavra de Deus.
Quando buscamos a Verdade, Deus se revela. A Palavra é a Verdade.
O Espirito Santo foi quem escreveu, então não pode se contradizer nunca.
Existem regras para interpretação, o Anônimo deveria aprendê-las.
Maria José