rss
email
twitter
facebook

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Bispo Gay Casa Pastora Lésbica

O primeiro Bispo a ser sagrado na condição de homossexual praticante, V. Gene Robinson, da Diocese de New Hampshire, da Igreja Episcopal (TEC) dos Estados Unidos, realizou no último dia 02.01 o primeiro casamento de pessoas do mesmo sexo, depois da entrada da nova Lei em vigor naquele Estado norte-americano no dia anterior. New Hampshire seguiu Connecticut, Vermont, Massachussets e Iowa com esse tipo de legislação.

As "noivas" foram a ministra (pastora) episcopal aposentada Revda. Eleonor McLaughlin, doutora em História Medieval pela Universidade de Harvard, e Elizabeth Hess, uma psicóloga clínica com doutorado na Universidade de Montana. A Revda. Hess havia sido Deã da Paróquia de St. Barnaba's, quando já vivia, com o apoio do seu bispo de então, oRevmo. Douglas Theuner, com a sua parceira, e foi sucedida naquela paróquia por um reverendo também gay. As "noivas" haviam se casado na véspera no Civil, diante do Tabelião e do Juiz de Paz.

No sermão, o Bispo Gene Robinson falou de que, ao contrário dos tempos coloniais, não é o Estado obrigado a seguir a moral ditada pela Igreja, mas pela sociedade, que Deus crê no amor, e que bem-aventurados são os perseguidos, além de enfatizar o valor do casamento como companheirismo. Após o juramento e a troca das alianças, o Bispo, que considerou aquele um "dia santo" as abençoou e celebrou o Rito Eucarístico para uma congregação de cerca de 100 pessoas, que aplaudiu várias vezes a cerimônia.

Fatos como esse, que contrariam as deliberações dos Instrumentos de Unidade (Conferência de Lambeth, Encontro dos Primazes e Conselho Consultivo) tornam cada vez mais agudas as diferenças e as rupturas, tidas como irreversíveis, no interior da Comunhão Anglicana, de maioria teologicamente conservadora, e levou a criação, em junho último, de uma Província Anglicana doutrinariamente ortodoxa naquele país, denominada de Igreja Anglicana na América do Norte (ACNA), com quem a Diocese do Recife mantém comunhão.



Fonte: Anglican-Mainstream.net

2 comentários:

Steve disse...

Amen. Concordo com você. A Bíblia proíbe claramente a esta união. Romanos 2. Bênçãos. Steve

felipe disse...

na verdade o trecho bíblico que condena o homossexualismo ficar em romanos 1.

isso é um absurdo msm,esses falsos cristãos que jogam a bíblia no lixo,parecem que não lerem a passagem de romanos 1 que diz que todas as pessoas que são homossexual ou concordam com isto são dignos de morte, lastimavél