rss
email
twitter
facebook

terça-feira, 8 de setembro de 2009

ANÁLISE DE ATOS 13.48

Ocorrências do verbo e variantes

Mt 28.16
Etaksato. 3ª, sg, aor 1, ind, med de tássô = ordenou, designou

At 22.10
Tétaktai. 3ª, sg, perf, ind, pass de tássô = foram ordenados, foram mandados

At 28.23
Taksamenoi. Nom, pl, masc, part, aor 1, med de tássô = tendo marcado, arranjar, apontar, assinalar

Rm 13.1
Tetagmenai. Nom, pl, fem, part, perf, pass de tássô = ordenados, instituidos

At 15.2
Etaksan. 3ª pl, aor 1, ind, méd de tássô = ordenaram, decidiram

Lc 7.8
Tassomenos. Nom, sg, masc, part, pres, pass de tássô = colocado, nomear, encarregar

1Co 16.15
Etaksan. 3ª pl, aor 1, ind, méd de tássô = puseram, se consagraram

1Co. 16.16
Hipotassêsthe. 2ª pl, pres, imper, méd de tássô = vos subordineis


Depois de ter visto outras ocorrências do verbo e variantes, vamos analisá-lo neste texto que nos diz o verbo em questão:

At. 13.48. tetagmenoi. Nom, pl, masc, part, perf, pass de tássô = tendo sidos arrolados, ordenados, inscritos...

Há uma interpretação que diz que tetagmenoi esta na voz média. Pois bem, vamos contruir a frase nesta perspectiva: e creram tantos quantos estavam se dispondo (se ordenando) para a vida eterna. Faz sentido?

Possíveis traduções: designado, ordenado, marcado, sujeito, dedicado... Primeiro, precisamos ver que a voz manifestada pelo verbo, sofre a ação; segundo, o tempo deste verbo indica uma ação que já se completou no passdo, mas os resultados se faz sentir no presente, ou seja, a permanência de uma ação que já aconteceu, ou ainda, um estado presente resultado de uma ação passada; terceiro, a ação deste verbo indica que o verbo principal crêr (episteisan = creram - 3ª pl, aor 1, ind, at de pisteiô), é a continuação da ação do perfeito, ou seja, o crêr daqueles gentios(paciente) é o resulta de Deus(agente) tê-los ordenados antes, por isto que o entendimento de pré-ordenação está presente neste verso, e que não é nenhum exagero como alguns dizem, mas é o que o texto quer dizer.

Sobre a melhor tradução para o termo e a voz. No vs. 47 o termo entétaltai. 3ª sg, perf. Ind, pass, de entéllomai = tenho sido ordenado. Será que Paulo ordenou a si próprio (voz média e não passiva), este mesmo Deus que ordenou a Paulo anunciar o evangelho aos gentios, também ordenô-os a crêr, ou para ser mais exato, pré-ordenô-os a crêr e não que eles se dispuseram por eles mesmos a crêr. Agora não importa se alguém quer traduzir por ordenar ou dispor, pois resumisse ao ato da vontade soberana de Deus em decretar na eternidade, sem sofrer influência daquilo que alguns entendem por “presciência”, pois Ele não decreta com base em algo previsto que os homens fariam.

Mais dois detalhes interessantes: 1. os três verbos relacionados, são do tempo passado; 2. a melhor tradução para o imperfeito êsan é estavam (3ª pl. imperf, ind, at de eimi), confirmando ainda mais que a ordenação dos que creram, foi bem antes. Portanto, a tradução interpretativa pré-ordenação, é perfeitíssima.

Alguns dizem, que Lucas não quis falar de atuação prévia da parte de Deus para a salvação, dois capítulos antes, ele diz que “Deus deu o arrependimento para a vida” (11.18). Então, no entendimento de Lucas, Deus dá o arrependimento para aqueles que Ele ordenou para a salvação.

Na verdade, o problema nem está nas possibilidades do texto (que está claro), mas em pressupostos errados, como: extenção da morte em Adão; relação de fé e obras; graça “salvadora” e pecadores condenados...
Sérgio Moreira.

Um comentário:

genesis honorat disse...

Perfeitooo, uma análise ótima que me ajudou muito