rss
email
twitter
facebook

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Ninguém nunca viu um milagre

Os movimentos de sinais e maravilhas estão se alastrando por todo o Brasil. Como cria do movimento pentecostal, os pastores milagreiros estão invadindo o cenário religioso nacional e ocupando grandes espaços nos veículos de comunicação. Tais milagreiros garantem que curam todos os tipos de doenças e resolvem todos os tipos de problemas que assolam os brasileiros. A proposta deles é a mesma do catolicismo de massas do Juazeiro do Norte-CE, do espiritismo, do esoterismo, da umbanda e candomblé, bem como dos pentecostais protestantes e católicos carismáticos. Para credenciar seus movimentos curandeiros, eles usam os milagres como forma de atestar que eles são verdadeiros e que o movimento é de Deus. Mas esses movimentos não resistem a uma boa análise, por mais simples que seja, em comparando-se o que os apóstolos fizeram nos tempos bíblicos com o que esses falsos apóstolos modernos afirmam fazer. Nos tempos bíblicos era possível VER o milagre sendo realizado por Cristo e pelos apóstolos; nos dias de hoje, NINGUÉM vê qualquer milagre desses milagreiros sendo realizado na hora. O que se presencia nessas reuniões de supostas curas é o relato que as pessoas contam que foram curadas. Essa é a razão principal porque eles não se aventuram em visitar um hospital para curar pessoas doentes lá. Suas curas são sempre histórias de pessoas que dizem que foram curadas. Todo mundo acredita nessas histórias porque aquela “verdade” só é crida naquele momento em que a pessoa conta. Como ninguém vai atrás de quem contou, nem acompanha a vida da pessoa que disse que foi curada, as pessoas acreditam numa “verdade” sem ser investigada. Na maioria, esses milagres contados não passam de interpretações particulares de pessoas cheias de doenças psicossomáticas. É possível observar na televisão que as curas de R.R. Soares são apenas de dores musculares ou ósseas; os milagres são contos e histórias mirabolantes que as pessoas atribuem aos curandeiros. Como todos estão dentro do movimento de curas, qualquer coisa que acontece em suas vidas é interpretada como milagre, e é atribuído ao movimento. Essas são as mesmas histórias contadas pelos seguidores do padre Cícero, pelos católicos carismáticos, e pelos espíritas. Para quem vive naquele universo, tudo na vida deles é interpretado como milagre. Há muitos casos de pessoas que estão em tratamento médico ao mesmo tempo em que freqüentam as reuniões de curas; se o tratamento médico surtir efeito, ou o diagnóstico tinha sido errado, ou a doença não era o que se pensava, ainda assim tais pessoas dizem que foram curadas pelos curandeiros, e levam seus exames para mostrar nas reuniões. Assim, os milagres modernos é uma questão de interpretação, e não de visão. Os milagres são interpretados, mas nunca foram vistos.


Por: Rev. Moisés Bezerril

Fonte: Teologia Hoje

4 comentários:

Anônimo disse...

Graça e Paz Rev. Moisés Bezerril

Sou novo convertido e tenho minha vida como um verdadeiro milagre de Deus pois fui transformado de todos os tipos de vícil e agora vivo como um milágre na presença de Deus. a pergunta é tenho visto milagre como o do cego Bartimel nos dias de hoje e através da vida destes homens. o que o Senhor tem a dizer sobre isto? Parabenizo o Senhor pelas suas palavras! Paz de Cristo

Anônimo disse...

o milagre que deus tem que realizar, e curar crentes da cegueira espiritual,para que podessem ler a biblia e interpreta-la ,voltemos ao evangelho puro

OSWALDO disse...

Sobre sua fala: "A proposta deles é a mesma do catolicismo de massas do Juazeiro do Norte-CE, do espiritismo, do esoterismo, da umbanda e candomblé, bem como dos pentecostais protestantes e católicos carismáticos"
______________________

Nem tudo o que acontece no catolicismo como milagre, na verdade não passa de crença popular. Porém é somente no catolicismo, com exclusão de todos os demais grupos religiosos da terra, que acontecem os milagres verdadeiros, isto é, aqueles que desafiam qualquer tipo de exame feitos pelos mais competentes cientistas. Desafiados há vários anos os evangélicos jamais conseguiram sequer apresentar um relato de seus "milagres" que tenham suportado sequer uma análise mais modesta sem que não se possam descobrir as causas naturais que os produziram, o que vão desde os efeitos hipnóticos, ou simples auto sugestão, até maracutaias das mais grosseiras.

À oportunidade quero manifestar aqui o meu profundo respeito aos evangélicos e mesmo às suas crenças, que acreditam na Bíblia que contém a palavra de Deus.

Rev. Jailson Santos disse...

Pois é meu amigo Moisés, eu tb nunca ví um paralitico nos nossos dias ser curado e ter seu corpo restituido onde a paralisia lhe afetou. Os primeiros discípulos de Jesus tiveram esta honra, mas o que temos visto são cadeirantes se levantando, coisa totalmente diferente de alguém que tem suas pernas paralisadas . Abraço, Rev Jailson dos Santos